09 abril 2020

Como pagar o 13º salário de forma correta?


O mais importante é saber como funciona o 13°.
E ele funciona de uma forma bem simples, todo trabalhador com carteira assinada tem o
direito de receber o 13° que é calculado tendo por base os meses trabalhados, desta
forma se alguém trabalhou por doze meses irá receber um salário extra como benefício.
Porem se o trabalhador não cumpriu os doze meses, seja por ter sido contratado após o
início do ano, demissão ele irá receber o proporcional ao período trabalhado.
Colaboradores demitidos sem justa causa tem o direito de receber o proporcional junto
com o acerto na rescisão de contrato, já se o motivo da demissão tiver justa causa, ele
perde esse direito.
Colaboradores com licença-maternidade ou licença-maternidade receber o pagamento
integral durante o período de afastamento, não se deve levar isso em conta no cálculo de
pagamento. Já na licença-médica isso depende do período que o colaborador estiver
afastado, se for menos a quinze dias, a responsabilidade é da empresa. Porem se for
maior a esse tempo, a empresa deverá pagar o valor proporcional ao início do ano até a
primeira quinzena do mês do afastamento, cabe ao INSS pagar o restante.
Colaboradores temporários também tem direito ao proporcional do tempo trabalhado,
desde que tenho registro na carteira.
O pagamento do da primeira parcela deve ser efetuado até o dia 30 de novembro e o
restante até no máximo 2 de dezembro, podendo ser cobrados os descontos de
contribuição do INSS somente na segunda parcela.
O pagamento do 13² é obrigatório para todas as empresas. Não pagar ou atrasar os
prazos é proibido por lei e pode trazer problemas, pois os colaboradores podem exigir o
benefício na justiça, podendo receber além do que é por direito, uma indenização. A
empresa ainda poderá pagar multas. Alegar dificuldades financeiras não é uma boa
saída para isso.
O que fazer quando os recursos não são suficientes?
O 13° pode até ser a alegria de muitos colaboradores, porém é um período de despesas
para as empresas e pode até mesmo ser um problema para as que não tem capital de
giro. Mas o que fazer nessa hora? Não é bom atrasar os pagamentos e ter despesas ainda
maiores com multas e até despesas em processos trabalhistas e indenizações.
Um empréstimo para pessoa jurídica pode ser uma saída.
Com a data limite chegando e a falta de capital necessário para cumprir obrigações
trabalhistas essa ação deve ser levada em conta realmente, pois como já foi explicado,
os transtornos e dificuldades podem ser muito maiores.
Você pode recorrer as linhas de créditos que oferecem boas taxas para os empresários
pagarem os benefícios aos seus funcionários da forma correta e prazo exigido.


Gostou? Então Curta!
INPORTANTE:

Leia todas as informações da vaga e só envie seu currículo se realmente estiver dentro do perfil solicitado pela empresa ou consultoria que está contratando.

Nunca envie seu currículo se não estiver dentro do perfil exigido pela empresa, caso contrario você não será selecionado para o processo celetivo.

No assunto do e-mail coloque o cargo desejado, é de extrema importancia para o contratante saber qual vaga você está pretendendo.

Ao enviar seu currículo verifique se a empresa deseja o mesmo em anexo ou no corpo do e-mail.

Lembramos que o site Vagas de Empregos apenas divulga as vagas, é de resposabilidade da empresa ou consultoria que anunciou a vaga conosco fazer o processo celetivo dos candidatos.

Somos intermediadores entre as empresas contratantes e vocês candidatos.

Nunca e jamais cobraremos algum valor dos candidatos, o site é totalmente gratuito.

Duvide de qualquer cobrança vindo de alguma vaga, Vagas de Empregos é e sempre será um site gratuito, jamais cobramos ou cobraremos alguma taxa dos candidatos.

Recebemos as vagas através do nosso e-mail/formulário e redes sociais pela pessoa responsável da área de Recursos Humanos da Empresa.

É terminantemente proibida a cópia ou reprodução deste material, ficando os infratores sujeitos as penalidades cabíveis.

0 comentários: